Mais de 40% dos jovens apanha «escaldões»


Notícia preocupante…..

“Mais de 40% dos jovens apanha «escaldões»

Mais de 40 por cento dos jovens dos 11 aos 24 anos que frequentam as praias ou piscinas portuguesas sofre «escaldões», segundo um estudo da Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo (APCC).

O estudo, a que a Lusa teve acesso esta quinta-feira, baseia-se em cerca de 1.500 inquéritos feitos em praias algarvias na passada época balnear e revela que as queimaduras solares atingiram 41 por cento dos adolescentes e jovens dos 11 aos 24 anos e 15 por cento dos adultos.

Sustentando que o inquérito se pode aplicar ao conjunto da realidade portuguesa – já que estudos em anos anteriores assim o demonstram -, o presidente da APCC, Osvaldo Correia, disse à Lusa que o número de afectados com escaldões cresceu em relação aos dois anos anteriores.

Risco

Recordou que as queimaduras solares, além de induzirem ao envelhecimento prematuro da pele, «são um dos maiores factores de risco do cancro da pele».

«Se é certo que hoje já se assiste a uma melhoria dos comportamentos de risco, sobretudo no uso de cremes solares e no abandono da praia no chamado horário vermelho [das 12h00 às 16h00], também é verdade que estes factores, sobretudo entre os jovens, não deixam de ser preocupantes», assinalou.

De acordo com o estudo, na faixa etária dos 16 aos 24 anos 70 por cento dos inquiridos permaneceu na praia ou piscina em pleno horário vermelho, o mesmo acontecendo com 46 por cento das crianças e adolescentes dos 11 aos 15 anos.

Foi nesta última faixa etária que se verificou um maior número de horas de exposição solar diária.

«Chapéu tem que voltar a entrar na moda»

O estudo indica também que grande parte dos veraneantes se abstém do uso de vestuário protector adequado nas suas idas para a praia, nomeadamente chapéu e camisola, que são elementos fundamentais de protecção.

«O chapéu tem que voltar a entrar na moda, para mais com esta nova moda do cabelo rapado, pois trata-se de uma zona do corpo muito sensível e a zona onde a pele mais envelhece», comentou o presidente da APCC.

Daí que este ano a campanha de sensibilização da APCC inclua os slogans «Chapéu no Verão para uma melhor Protecção».

«No Verão a sesta à sombra é uma boa opção», é uma outra palavra de ordem para este ano, que terá uma das suas acções principais já no próximo sábado, na Praia da Falésia, em Vilamoura.

Esta acção contará com a ex-atleta Rosa Mota, o realizador Attílio Riccó e quatro jovens actores de televisão, bem como de vários dermatologistas, que farão inquéritos junto da população e distribuirão folhetos.

De acordo com a APCC, estima-se que este ano sejam detectados em Portugal mais de 10 mil novos casos de cancro de pele, dos quais 800 serão melanomas.

Dos casos de melanoma estima-se que 10 a 20 por cento sejam mortais nos cinco anos seguintes à sua detecção, escala que continuará a crescer nos próximos anos em Portugal e em outros países.”

HB

Fotos e texto tirados de: http://diario.iol.pt/sociedade/sol-cancro-cancro-da-pele-escaldoes-praia-saude/972945-4071.html

Primeira e última fotos tiradas na internet.

Deixe um comentário

1 Comentário

  1. luafeiticeira

     /  21/07/2008

    Haja quem se lembre de avivar a memória sobre coisas prejudiciais.
    beijos “bucólicos”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: